terça-feira, 28 de setembro de 2010

1ºFESTIVAL DE CURTA METRAGEM - COLÉGIO ADVENTISTA




No dia 26 de Agosto de 2010, no Auditório da Prefeitura de Santa Maria aconteceu o 1º Festival de Curta Metragem “Quebrando o Silêncio” do Colégio Adventista de Santa Maria.


Os alunos receberam a orientação da Profª. Helaine Simon e do Produtor de Cinema Clayton Coelho da Paz Produtora, que apresentou como fazer um curta metragem, desenvolver um bom roteiro e fazer uma boa edição.

Os alunos do Ensino Médio tiveram 40 dias para a produção dos curtas e, numa noite de gala, com auditório lotado e com um júri especializado em cinema foram apresentados todos os curtas participantes do festival.

Como jurados tiveram:

• Clayton Coelho – empresário da Paz Produtor

• Luiz Alberto Cassol, Produtor e Membro do Santa Maria Vídeo e Cinema

• Luiz Carlos Gassi, Jornalista, Produtor de Cinema e Presidente da Estação Cinema

• Roberto Barichelli, Ator, Músico, Secretário Adjunto de Cultura

• Maria Fátima Shirmer, 1ª Dama de Santa Maria

No dia seguinte a RBS, afiliada da Rede Globo, apresentou uma reportagem especial sobre o 1º Festival de Curta Metragem do Colégio, noticiando o resultado do Curta Vencedor que foi o “Olhos Insanos” que foi dirigido por Ismaile Barragan e teve como atriz principal Mayara Sigrilo, que pode ser assistido no seguinte endereço: http://www.youtube.com/watch?v=Yp2FSoGPqvg ou no final desta página.

 
 
 
 

• Motivando os alunos a assintirem curtas.
• Pesquisar sobre outros curtas metragem.
• Ler reportagens ligadas ao tema - QUEBRANDO O SILÊNCIO  (cada aluno lê e traz para a sala de aula - reportagens diferentes)
• Pesquisar como elaborar e o material necessário para a atividade.
• Prever despesas financeiras.
• Escrever o roteiro de acordo com o tema.

As dificuldades foram surgindo de acordo com as pesquisas e elaboração do texto feito pelos alunos. Para sanar algumas dúvidas foi usado o laboratório de informática e o apoiados pelo monitor do laboratório Josias Pereira, o Messenger também foi uma ferramenta usada para avaliação dos textos e ajustes necessários. Chegamos ao início das filmagens e surgiram mais adversidades. Como solucioná-las? “Diz um provérbio: Quem tem um amigo, tem em tesouro”, e nós temos amigos; e eles foram incansáveis e motivadores. O nosso primeiro amigo foi Neimar Iop que entrou em contato com Clayton Coelho e, prontamente, acolheu a ideia. Assim, a boa vontade e a motivação de Clayton Pereira disponibilizando oficinas para orientá-los e indicando equipamentos foi, portanto, o fator decisivo para a realização dos trabalhos.


 
 
Nessa fase, a importância do professor e a responsabilidade dos alunos foram fundamentais. Um dos objetivos foi a reflexão de valores importantes como: a importância do conhecimento, valorização dos órgãos públicos e de onde provem esse dinheiro, o exercício da cidadania.


Os alunos tinham etapas a serem seguidas, avaliações constantes do trabalho desenvolvido, sugestão de melhorias, sabendo que se não as cumprissem, poderiam ser prejudicados, assim como nossa responsabilidade no mundo como cidadãos. Trabalhou-se a importância das ações preventivas para que o evento ocorresse de modo tranquilo e todos os trabalhos fossem apresentados sem falhas. A responsabilidade dos alunos, esclarecendo que o evento dependia deles. E qualquer irresponsabilidade atingiria uma rede muito grande de pessoas. Sendo assim, foi trabalhada com os alunos a importância de cada ação individual e as consequências de suas ações, do trabalho elaborado pela equipe e o comprometimento de todos, portanto o exercício de cidadão e seus reflexos na sociedade.



Aos nossos amigos, juradores e colaboradores nossa gratidão.




video




video




video


DÊ SUA OPINIÃO!
RESPONDA AS ENQUETES NO FINAL DESTE BLOG





sexta-feira, 24 de setembro de 2010

4º FESTIVAL CID LEGAL CANTA E DANÇA

Escola do Distrito de Boca do Monte participa
do 4º Festival Cid Legal Canta e Dança


No dia  09 de setembro de 2010, às 16 h, reuniram-se a 8ª Coordenadoria Regional de Educação, representada pelo Professor Luis Tonetto e Rosângela Sartori Chagas e a equipe do Programa Municipal de Educação Fiscal, representada por Rozania Rosa, disseminadora de Educação Fiscal e Helaine Simon, coordenadora adjunta do PMEF para prestigiar as apresentações da Escola Estadual de Ensino Fundamental Almiro Beltrame.
A tarde ensolarada, contou com aproximadamente 100 alunos que demonstraram o seu trabalho de conscientização cidadã. A atividade transcorreu com a participação de toda a equipe diretiva e os professores.
A primeira apresentação foi da professora Izane Dalla Nora da disciplina de Artes. Era composta de 05 componentes. A simulação foi em relação a compra de uma “calça” sem a nota fiscal. Como deve ser o destino do dinheiro público, a participação do funcionalismo público em relação a informação e orientação das ações, até chegar a uma punição. A divergência também aparece nas relações pessoais que enfrenta-se no dia-a-dia.
O ballet coordenado pela professora Ana Paula da Rosa Cristino com a música “Onde está o dinheiro” da cantora Gal Costa e representada pelos alunos dos anos iniciais, salientou o fragmento “onde está o dinheiro, gato comeu e o gato fugiu e seu paradeiro está no estrangeiro” – coreografia de resgate dos valores do nosso país.
Acredito na rapazeada - Gonzaguinha – 07 componentes e apresentando uma coreografia divertida, com muita organização, salientando a importância do Brasil e o do patriotismo. O desejo de um Brasil mais honesto e que a garotada está à disposição para enfrentar o problema que vier, com a maturidade de gente grande e cobrar responsabilidade de nossos gestores públicos .
As professoras de português Maria Regina Caetano Soares e artes, Izane Dalla Nora desenvolveram o tema educação fiscal de 5ª a 8ª série, com a seguinte paródia “Querência”. A primeira noção sobre paródia foi desenvolvida sobre a pergunta: O que é Educação Fiscal? E o que eles já sabiam sobre o tema. A seguir seguiram-se as escolhas das músicas e, então, foi selecionada : Querência Amada - Letra de Teixeirinha com a interpretação de Osvaldir e Carlos Magrão.

O fragmento que ressalta a importância do nosso Sul:
“Quem quiser ser como eu
Luta pelo seu país...”

“ Gostei do incentivo que o Programa Municipal de Educação Fiscal deu para a nossa escola e gostaria de que fosse implantado nas outras escolas. Espero que mais escolas se engajem nessa proposta.” Professora Maria Regina Caetano Soares.

O professor Beno Prochnow ( professor e engenheiro florestal ) entregou para o PMEF mudas ... que além de belas e ornamentais , sendo suas frutas saborosas e medicinais. As mudinhas serão distribuídas para as três escolas rurais que estão participando do Festival Cid Legal Canta e Dança.
A escola Almiro Beltrame participa há dois anos do Programa Municipal de Educação Fiscal e mostrou unidade de ação e comprometimento com a cidadania.

















4º FESTIVAL CID LEGAL CANTA E DANÇA

ADOLESCENTES DA EMEF IRMÃO QUINTINO
FAZEM A TARDE VIBRAR

No dia 01 de setembro (quarta-feira), na parte da tarde, a Escola Municipal de Ensino Fundamental Irmão Quintino realizou a eliminatória interna do 4º Festival Cid Legal Canta e Dança. A comissão julgadora foi composta por Neimar Iop, tutor de Educação Fiscal, Rozania Rosa - disseminadora de Educação Fiscal, Helaine Simon – Coordenadora Adjunta do PMEF e a servidora municipal Patrícia Portela Gabi e teve a difícil missão de definir as poesias e paródias que representarão a Irmão Quintino no dia 12 de novembro, no Colégio Patronato.
A tarefa para os jurados foi mais uma vez árdua, diante da beleza e desenvoltura dos alunos, mesmo para os menores que estão começando as apresentações de paródia e poesia. O evento foi realizado no Departamento Tradicionalista Marcas do Pampa, em uma tarde chuvosa e escura, mas com o brilho do turno da tarde e com a presença de aproximadamente 200 alunos a tarde mostrou-se mais divertida e pedagogicamente muito criativa. Além disso, contou-se com a leveza e espiritualidade das professoras que tornaram o evento mais atrativo, apresentando a paródia da música de Raul Seixas – Eu não sou besta, aplaudidas calorosamente por todos os participantes.
Destacam-se, dentro da tarde, as seguintes classificações dentro das categorias de paródia e poesia:
O primeiro lugar na paródia ficou com a turma do 9º ano – representada pelas alunas Fernanda, Jéssica, Bruna, Gabriely, Lurian , Anna Carolina, Tainá, Marciely que agitaram a plateia com Faladinha - da música do Exalta Samba Fugidinha. O segundo lugar foi com uma representação das turmas de 81, 82, 84 e 92 com a paródia Recomeçar – destacando com o seguinte fragmento “Eu sei que pra ser um cidadão melhor a gente precisa acreditar...”
A poesia classificada foi a do aluno Werlerson Jonhke com o título - Cidadania – retratando a questão do consumismo e a importância da nota fiscal, reforçando o trabalho desenvolvido pela escola que todos os cidadãos têm direitos e deveres.
A EMEF Irmão Quintino sempre esteve entre os vencedores de todas as edições do Festival Cid Legal Canta e Dança.





















quinta-feira, 23 de setembro de 2010

4º FESTIVAL CID LEGAL CANTA E DANÇA

EMEF PADRE NÓBREGA
REALIZA MANHÃ DE CIDADANIA

Na manhã de primeiro de setembro de 2010, realizou-se a etapa classificatória para o 4º Festival Cid Legal na Escola Municipal de Ensino Fundamental Padre Nóbrega. Assistiram à apresentação a equipe do PMEF Rozania Rosa – Disseminadora de Educação Fiscal e Helaine Simon – Coordenadora Adjunta do PMEF e Neimar Iop, tutor de Educação Fiscal, juntamente com a professora Izabel Cristina dos Santos Leitenperper e a Senhora Izabel Machado da Rosa representante da comunidade escolar. Os alunos participaram em três categorias:
A primeira categoria foi a apresentação da dança com a música Pacato Cidadão (Skank) pela alunas das séries iniciais orientadas pelas professoras Bety e Natier. As alunas com sorriso e descontração dançaram e cantaram como se fosse uma diversificação da atividade de sala de aula. Dinheiro, saneamento básico, segurança, saúde, iluminação pública, educação, exigência da nota fiscal e um aro sem preenchimento demonstrou o chamamento ao pacato cidadão para participar com responsabilidade e ser um cidadão atuante.
A segunda categoria - poesia com sete apresentações, sendo que a vencedora foi do aluno Alan Quadros na turma 92 - com o título Cidadania. A segunda colocada foi aluna Fernanda Souza – turma 62 – com o título Educação Fiscal. Salienta-se por apresentar versos com grande qualidade “cobrar a nota fiscal é tarefa inteligente, pois é daí que surge a segurança da gente”, além desse destaque salienta-se pela rima e cadência desenvolvidas em seus versos. O terceiro lugar ficou com a aluna Nathaniele Silveira da turma 72. Além das qualidades apresentadas pode, realmente, ser transformada em um excelente Rap, ressaltando mais uma vez a importância da cidadania.
A terceira categoria apresentada foram as paródias que exaltaram a consciência cidadã trabalhadas pelos professores e fortalecida pela equipe diretiva. A primeira classificada foi a paródia de título - Quero a Nota na Mão - com as alunas Fernanda Souza, Polyne Michel e Kelly Barbiero – turma 62. A segunda classificada tinha como título : Eu mudei das alunas Bruna, Fabiola e Lídia – turma 72. A terceira colocada foi a paródia com o título : Ter Educação Fiscal, da aluna Nathaniele. Mesmo sendo uma paródia da versão da música de Michael Jackson - They don’t care about us – mostra que em outro país, o cidadão precisa de atenção por partes de seus administradores. Portanto, com a ajuda das professoras e integração das disciplinas, os alunos passam a compreender que as pessoas independente de credo, raça ou cor têm as mesmas necessidades como carinho, amor, atenção e tantos outros necessários ao ser.









Procurando alguma coisa?